sábado, 28 de novembro de 2009

A Passagem















às vezes penso em fechar os olhos e nunca mais acordar,

não acho que consigo vencer o futuro,
responsabilidades que tenho que cumprir sem ao menos querer,
dor sem ferida, vergonha sem ocasiões, loucura com sanidade...

mas não consigo deixar tudo de lado por uma fraqueza qualquer,

então encontrarei forças, motivações para seguir em frente,

e da decadência chegarei ao ponto máximo da felicidade.

poema feito por: Neto Lima e Fabrícia Maciel

Nenhum comentário: