segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

questiono-te


esperar por você?
para quê?
você está com outra, não é?
como eu soube?
porquê pergunta?
estás com medo de algo?
ou que talvez eu desista de você?
sabia que paciência tem limite?
e que meu sentimento por você acabou?
pois é, acabou...
assim como esse poema.

Nenhum comentário: