quarta-feira, 2 de junho de 2010

te encontrei.


você trouxe consigo, tudo o que eu sempre quis.
me apaixonei fácil, não me arrependo deste tal ocorrido.
o vejo todos os dias, ou melhor apenas metade dos dias.
a tua saída, me arranca a paciência, os sentidos!
então, apenas me resta a saudade, uma exacerbação dela.
não te garanto que o meu sentir, seja amor...
mas sim, um adorar supremo!
capaz de matar e morrer por você.

Nenhum comentário: