quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

Madrugada.


Um dia,
minha boca será o que a tua precisa,
minha voz será aquilo que você vai querer ouvir ao despertar,
meu corpo quente será o que vai te fazer falta no inverno,
meus dedos serão as únicas armas para um bom cafuné,
meu olhar será o seu único farol,
e o meu coração, o seu único lar seguro.

Uma noite, um sono, um sonho.

Nenhum comentário: